Colunas Terceirinha

Terceirinha: Melancolia

Terceirinha - Melancolia

Já existiu épocas onde sobravam empolgação e vida na comunidade de fãs de Sonic mas esses tempos já se foram e o que temos hoje é essa calmaria um tanto melancólica.

Estreando a Terceirinha na nova Sonic Evollution escrevo esse texto rápido apenas para expressar um sentimento estranho mas que para mim é previsível e totalmente compreensível: Mesmo com dois lançamentos de jogos do Sonic programados para este ano de 2017 o que vemos na comunidade de fãs de Sonic do Brasil e até internacional é uma melancolia opressiva.

Parte disso acontece por causa do péssimo marketing que a SEGA está realizando e isso é preocupante por causa do Sonic Mania, que tem tudo para ser um ótimo jogo do ouriço (um bom jogo do Sonic depois de décadas sem nada decente) e a Sonic Team e seu marketing frio podem colocar tudo a perder.

Claro que um bom produto geralmente vende-se sozinho. O problema é que com um bom marketing é possível vender ainda mais e um exemplo disso é a própria franquia clássica para o Mega Drive, onde existia um produto excelente mas o marketing da SEGA foi além e criou um mito. A franquia só chegou nos dias de hoje por causa do departamento de marketing da SEGA.

Nas páginas oficiais da SEGA, Sonic Team e do ouriço o que nós temos é apenas memes bobos e uma tentativa patética de criar hype. Como já disse algumas vezes aqui, acho o Aaron Weber um cara bastante fraco para cuidar das páginas oficiais da franquia. Não que eu seria melhor, com certeza faria muitas cagadas já que marketing não é meu forte (se fosse meu canal pessoal no YT não teria apenas 250 inscritos) mas é deprimente a maneira como o marketing da SEGA anda fraco.

Conversando com um antigo colega de colégio ele me disse que talvez a SEGA já esteja prevendo que nem Sonic Mania e nem o Project 2017 sejam bons, ou seja, uma repetição do que foi Sonic Boom. Não descarto a possibilidade e espero que ele esteja redondamente enganado, mas quando se trata da SEGA dá para esperar qualquer coisa.

A decadência da SEGA e da franquia Sonic the hedgehog também pesa nesses tempos sombrios que vivemos no fandom, já que é visível a diminuição de novos fãs de Sonic (não é mensurável a priori, já que fazer um levantamento de quantos novos fãs de Sonic surgem no mundo é algo que não tem como contar de forma objetiva) e o abandono generalizado (principalmente dos fãs da era clássica) já relatado acima é resultado direto (e prova) que a franquia Sonic é sim decadente, mas quando falo isso por ai sempre jogam pedra. Mas só a decadência em si não explica essa melancolia, já que outros fandons de franquias decadente não tem passado por essa experiência. Então, como explicar?

Acredito que grande parte dessa melancolia vem do próprio fandom, aqui no Brasil a esmagadora maioria dos fãs do ouriço não estão mais no fandom, abandonaram a franquia faz tempo, não os culpo pois eu mesmo tenho vontade de sair correndo. O que sobrou, pelo menos aqui em Pindorama foi alguns gatos pingados em pequenos núcleos espalhados pelas redes sociais e em ilhas que chamamos de fã-sites.

Eu vi a Power Sonic e a Sonic Evollution nascerem na década de 2000 e posso afirmar, existia muito mais emoção, discussão e divertimento dentro do fandom Sonic.

Hoje tudo isso acabou. Praticamente não há movimento, não há discussões, não há divertimento e nem mesmo mais tretas.

Dia desse fui zoar e brincar um pouco nos comentários da página da Sonic Evollution no Facebook (usando meu perfil do NCDF) e o máximo que consegui foi mais “um fã” dizendo que eu sou um cara chato e que me odeia só porque eu brinquei com Sonic Heroes.

E isso é recente, na própria Sonic Network, nosso antigo fórum que já está com data marcada para ser enterrado (pois infelizmente o fórum é um cadáver insepulto há anos) tive muitas discussões, muitas brincadeiras, muitas zoeiras e que hoje estão apenas na lembrança.

Quando escrevia ocasionalmente para a Power Sonic entre 2002 até 2006 também tive muito retorno e muita gente legal no orkut e no msn (ambas plataformas mortas) com boas discussões. Eu dizia o mesmo que falo aqui na Sonic Evollution, que não gosto da maioria dos jogos modernos do Sonic, várias pessoas discordavam, mas sabiam discutir e entender seu ponto de vista, hoje se você brincar com isso jogam pedras em você.

Em 2012 eu tive a famosa “história sem fim” com um dos donos do antigo Sonic Zone Fórum, uma treta homérica e longa, mas aquela discussão e aqueles fatos já eram um sintoma do que estamos vivendo hoje, essa melancolia não nasceu do nada, ela foi produzida ao longo do tempo.

Não estou dizendo que A, B ou C foi o arquiteto deliberado do marasmo que estamos vivendo (antes que apareça pessoas querendo reviver tretas passadas), mas que foi um processo lento que todos nós de certa forma contribuímos para que acontecesse isso eu não tenho dúvidas.

As próprias tretas que a Sonic Evollution participou durante estes 9 anos de história também contribuiu para desgastar não apenas o site mas o fandom em si. O impacto das tretas foram menores na minha opinião, ainda mais na Sonic Evollution que é e sempre foi um site pequeno dentro do fandom. Mas temos que fazer o mea-culpa e assumir a pequena parcela de responsabilidade, pois os erros fazem parte da história e reconhecê-los e lembrá-lo é um passo importante.

Voltando a melancolia, até mesmo no Facebook, as páginas de Sonic que sigo, que são boas páginas e alguns grupos de Sonic que entrei estão simplesmente parados, um deles inclusive a galera está falando mais do novo game do Crash Bandicoot do que de Sonic.

E até as páginas que não sigo como da Planeta Sonic estão vivendo da energia adquirida do passado, ou seja, apenas queimando gordura, com suas lives de jogos modernos e gifs animadas.

Esse excesso de regras, censuras, intrigas e mentiras que tanto critiquei no passado foram o motor da uniformidade de pensamento que temos hoje no fandom Sonic nacional.

Apesar de objetivos e princípios diferentes, tanto a Power Sonic e seus aliados quanto a Planeta Sonic e seus blucaps almejavam uma uniformidade de pensamento, uma pasteurização.

De certa forma eles conseguiram. Mas o preço pago foi alto e contribuiu para esse túmulo que virou o fandom Sonic.

Mataram a espontaneidade, a alegria, o entusiasmo, as amizades, as brincadeiras, as discussões produtivas, os fãs games, as tretas e a produção de conteúdo.

Os itens acima ainda existem em poucos lugares no fandom gringo, aqui no Brasil simplesmente acabou. O monopólio e o espírito do tempo que vivemos aniquilou tudo de bom que existia no fandom, o que sobrou, foi essa melancolia triste e esse silêncio angustiante.

Nada pior que a uniformidade. E não foi por falta de aviso 🙁

Texto exclusivo da SonicEvollution.com

Download deste artigo: [PDF][HTML] (OneDrive)

Arte da capa: Pyon-Suki (perfil no deviantArt)

Todas as colunas escritas pelo Casper na Sonic Evollution

Disclaimer: A opinião e as convicções e repostas contidas neste artigo não expressam e não refletem a opinião dos webmasters da Sonic Evollution e sim as opiniões do seu autor.

PS: Ainda estou me adaptando ao novo sistema e template da Sonic Evollution, então peço desculpas por eventuais deslizes. Também ressalto que as Terceironas e Terceirinhas antigas podem ter erros nos links e nas imagens, problemas que serão corrigidos por mim ou pelos webmasters do site assim que possível!

Sobre o autor

Casper

Edson A. Rodrigues, 32 anos, paulistano, formado em Ciências da Computação e um nerd/gamer desde criancinha que usa a alcunha de Casper por ser um branquelo que não vai à praia. É o webmaster do site Na Casa do Fantasma e dono do canal homônimo no Youtube e colunista/conselheiro/newswriter da S.E. :)

  • Victor Miller Miranda Cuadros

    Bom texto 🙂